Acupunctura

19/09/2010
cao-acupuntura-685x457.png

Como funciona?

De uma forma muito simplificada, a Acupunctura consiste na aplicação de agulhas (muito finas e flexíveis) em pontos corporais específicos, de forma a controlar dor muscular e osteo-articular, problemas neurológicos, respiratórios, endócrinos, imunitários, etc.

Muito popular entre os povos orientais, não é ainda muito compreendida entre os povos mais ocidentalizados. Contudo, pondo a sua teoria filosófica de lado e socorrendo-nos apenas da sua parte científica, tem vindo a ser demonstrado, tanto em pessoas como em animais, que a Acupunctura origina uma série muito vasta de respostas fisiológicas:

1. Activa o sistema endógeno de controlo da dor;
2. Estimula a libertação de neurotransmissores;
3. Estimula a libertação de Opióides endógenos (controlo da dor);
4. Activa processos inibidores medulares;
5. Activa os mecanismos supra-espinhais difusos do controlo da dor.

Os pontos de Acupunctura variam de acordo com o problema a tratar. Assim, a maior contra-indicação para um tratamento deste tipo é que este seja iniciado ainda antes de se ter um diagnóstico, visto que a Acupunctura pode mascarar ou alterar sinais que seriam importantes para tirar conclusões acerca da patologia que está a afectar o animal.

Devem ainda ser tomadas algumas precauções. Assim, não se deve fazer o tratamento:

1.  Após uma refeição muito pesada;
2. Após exercício físico ou num animal muito fatigado;
3. Num animal extremamente assustado, emotivo ou agressivo;
4. Fêmeas gestantes;
5. Imediatamente antes ou após um banho;
6. Após tratamentos injectáveis
7. Se o animal não pode ser confortavelmente contido e vigiado durante o tratamento.
8. Não é de todo aconselhável aplicar agulhas a um animal com problemas de coagulação ou em áreas em que há evidência de lesão/infecção cutânea.

As sessões podem durar cerca de 40 minutos e a sua frequência é variável.

Em problemas agudos, tratar o animal a cada 2 ou 3 dias conduz geralmente a uma melhoria consistente até os resultados desejados serem alcançados. Quando tratados apenas uma vez por semana, as melhorias alcançam um pico por volta do 4º ou 5º dia, diminuindo até ao próximo tratamento embora, nessa altura o animal já esteja ligeiramente melhor do que antes da primeira sessão. A cada tratamento a melhoria será vista cada vez mais cedo e decairá de forma mais lenta até que o progresso se torne consistente. É comum observar-se o exacerbamento dos sintomas após o tratamento mas geralmente é temporário.

Um conselho Bola de Pêlo, amigos para sempre!

Joana BritoFoto Dra. Joana Brito (Médica Veterinária)


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos assinalados com * são obrigatórios


© Copyright 2008-2017 Bola de Pêlo, Lda (Todos os Conteúdos)

Powered by iFlexi OpenSite