Quando Começa a Vacinação do Meu Cachorro?

Ligue-nos para o 219 250 052 ou preencha o formulário desta página para obter todas as informações sobre a vacinação do seu cachorro.

Existem variadíssimos esquemas de vacinação, dependendo da preferência do médico veterinário. Contudo, regra geral, um cachorro pode ser vacinado a partir das seis semanas de idade. As vacinas consideradas essenciais para um cão são: 1. Parvovirose; 2. Esgana; 3. Leptospirose; 4. Hepatite; 5. Raiva. Para iniciar a vacinação, começamos com uma vacina que engloba as primeiras quatro doenças, e fazemos o reforço três semanas depois. Até esta altura, deverá evitar trazer o cachorrinho à rua (a não ser que ande ao colo) e contactar com cães que não estejam vacinados.

O banho também não é aconselhável neste período. Uns dias depois de feito o reforço da primeira vacina já poderá iniciar os primeiros passeios e dar-lhe uma banhoca, com grande segurança.

A vacina da raiva, obrigatória em Portugal como forma de manter erradicada a doença, pode ser feita mais tarde, quando o animal tiver cerca de seis meses. Podemos aproveitar esta altura para colocar também o microchip de identificação, que passou a ser obrigatório para todos os cães nascidos depois de 01 de Julho de 2008. A partir daqui, o seu cão deverá ser vacinado todos os anos.

Pode ainda ponderar a administração das chamadas vacinas “opcionais” em função do tipo de vida que o seu cão vai ter: 6. Babesiose; 7. Doença de Lyme; 8. Tosse do Canil; 9. Leishmaniose. A Babesiose e a Doença de Lyme são doenças provocadas por vectores transmitidos pelas carraças (chamadas vulgarmente de “Febre da Carraça”). Aconselha-se no caso de animais que se encontrem ou passeiem em zonas de muito mato. A Tosse do Canil, embora sendo uma doença pouco grave e facilmente curável, é altamente contagiosa, pelo que deve ser considerada para cães que vivam juntamente com outros ou que frequentem canis e/ou exposições de cães. A Leishmaniose é uma doença transmitida pelo mosquito flebótomo; é uma doença grave e não tem cura. Até há poucos anos não havia vacina para a mesma, mas hoje já é possível fazê-la, caso o deseje. Deverá considerá-la como um recurso importante especialmente se o seu cão dormir no exterior.

Peça-nos os esclarecimentos que entender necessários e, em conjunto, poderemos decidir o que será melhor para o seu cão.

Um conselho Bola de Pêlo, amigos para sempre!

Joana Brito (Médica Veterinária)

 

 

Vacinação Cães Adultos Vacinação Gatos 

 

Os donos dos nossos amigos dizem…

«Queremos muito agradecer à Dra Vera pelo cuidado especial que teve ontem com o Ruby e a Esmeralda. Pela primeira vez o Ruby esteve bem após a vacina conta a Leishmaniose, saudável, a brincar e a correr. Isto só aconteceu porque a Dra Vera foi muito, muito cuidadosa. É bom ver tratar assim aqueles que amamos. Obrigado, eles estão ótimos, em 4 anos o Ruby nunca tinha reagido tão bem à vacina.»

Cinara Susano, dona da Esmeralda e do Ruby (Loures)

 

Puntchi e Tiago Marques

«Já somos amigos há muito tempo e o que nos leva a gostar de vocês é a vossa paixão e dedicação pelos nossos amiguinhos. Gostamos imenso do atendimento, profissionais competentes e atenciosos, bem como as instalações impecáveis. Recomendamos vivamente. Beijinhos, Família Marques e Puntchi.»

Tiago Marques, dono do Puntchi (Cacém)

 

«Atendimento e profissionalismo 5*. Obrigada à Dra Joana por ter ajudado o Simba. Um muito obrigada a toda a equipa.»

Sílvia Beja, dona do Simba (Cascais)

 

«Uma clínica em que podemos confiar. Excelentes profissionais, muito carinhosos e empenhados. Sem tempo de espera, informação na hora. Atendimento com sorriso e mimo. Adorei. Obrigada por cuidarem dos nossos patudos. Bem Hajam.»

Isabel Costa, dona do Óscar (Agualva) 

 

Ver + Testemunhos

 

© Copyright 2008-2022 Bola de Pêlo, Lda (Todos os Conteúdos)