Vacinação versus Socialização: O Que Fazer?

05/09/2013
puppy-grass.jpg

Muitos donos de cachorros deparam-se com recomendações contraditórias em relação ao momento em que podem/devem levar os seus cachorros à rua: o veterinário diz que só depois das vacinas; o criador diz que deve ir o quanto antes. Qual dos conselhos é o correcto, afinal?

Pelo ponto de vista médico, os cachorros deveriam ficar em casa até completarem o esquema vacinal inicial (Esgana, Parvovirose, Hepatite e Leptospirose), o que culmina com a primeira ida à rua por volta dos 3 ou 4 meses. Ora, do ponto de vista dos especialistas em comportamento animal, por esta altura já o cachorro deveria ter sido submetido ao máximo de contacto com cães, pessoas e ambientes, o mais diversos possível. Se um dono preocupado com a saúde do seu cachorro cumprir esta recomendação à risca, arrisca-se a ter um cachorro medroso e desconfiado por este ter passado o período mais crítico para uma correcta socialização (2-3 meses) confinado ao ambiente familiar.

Assim, e porque ter um cachorro sociável, afável e equilibrado é tão importante como zelar pela sua saúde, recomendamos que os cachorros, mesmo sem o esquema vacinal completo, sejam apresentados a outros cães ou gatos, pessoas e lugares, o mais cedo possível, desde que se tenham certas precauções:

1. Os outros animais já devem estar vacinados e desparasitados;

2. Promover esses encontros num ambiente controlado: na sua própria casa ou em casas de amigos, em vez de espaços abertos como jardins públicos;

3. Sempre que quiser levar o seu cachorro à rua para este ver pessoas e se familiarizar com sons, e caso o tamanho o permita, deverá transportá-lo ao colo (o vírus da Parvovirose, por exemplo, é extremamente resistente e pode estar presente no chão que pisamos, sem que seja necessário haver contacto directo com um cão infectado para que o nosso fique doente);

4. Inicie a vacinação o mais cedo possível (a partir das 6 semanas) para que possa começar a passear o seu cão na rua, sem restrições, ainda antes dos 3 meses.

Hoje em dia os problemas de comportamento são cada vez mais frequentes e a convivência com um cachorro desequilibrado pode condicionar fortemente a nossa vida quotidiana. Tão importante como vacinar um cachorro será tomar medidas preventivas para que problemas comportamentais não venham a aparecer no futuro. Com estes conselhos simples pensamos conseguir encontrar um compromisso entre ambas as situações.

Um conselho Bola de Pêlo, amigos para sempre!

Joana BritoFoto Dra. Joana Brito (Médica Veterinária)


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos assinalados com * são obrigatórios


© Copyright 2008-2017 Bola de Pêlo, Lda (Todos os Conteúdos)

Powered by iFlexi OpenSite