Quando Começa a Vacinação do Meu Cachorro?

06/09/2011
puppy-vaccination-685x465.jpg

Existem variadíssimos esquemas de vacinação, dependendo da preferência do médico veterinário.

Contudo, regra geral, um cachorro pode ser vacinado a partir das seis semanas de idade. As vacinas consideradas essenciais para um cão são: 1. Parvovirose; 2. Esgana; 3. Leptospirose; 4. Hepatite; 5. Raiva.

Para iniciar a vacinação, começamos com uma vacina que engloba as primeiras quatro doenças, e fazemos o reforço três semanas depois. Até esta altura, deverá evitar trazer o cachorrinho à rua (a não ser que ande ao colo) e contactar com cães que não estejam vacinados.

O banho também não é aconselhável neste período. Uns dias depois de feito o reforço da primeira vacina já poderá iniciar os primeiros passeios e dar-lhe uma banhoca, com grande segurança.

A vacina da raiva, obrigatória em Portugal como forma de manter erradicada a doença, pode ser feita mais tarde, quando o animal tiver cerca de seis meses.

Podemos aproveitar esta altura para colocar também o microchip de identificação, que passou a ser obrigatório para todos os cães nascidos depois de 01 de Julho de 2008.

A partir daqui, o seu cão deverá ser vacinado todos os anos.

Pode ainda ponderar a administração das chamadas vacinas “opcionais” em função do tipo de vida que o seu cão vai ter: 6. Babesiose; 7. Doença de Lyme; 8. Tosse do Canil; 9. Leishmaniose.

A Babesiose e a Doença de Lyme são doenças provocadas por vectores transmitidos pelas carraças (chamadas vulgarmente de “Febre da Carraça”). Aconselha-se no caso de animais que se encontrem ou passeiem em zonas de muito mato.

A Tosse do Canil, embora sendo uma doença pouco grave e facilmente curável, é altamente contagiosa, pelo que deve ser considerada para cães que vivam juntamente com outros ou que frequentem canis e/ou exposições de cães.

A Leishmaniose é uma doença transmitida pelo mosquito flebótomo; é uma doença grave e não tem cura. Até há poucos anos não havia vacina para a mesma, mas hoje já é possível fazê-la, caso o deseje. Deverá considerá-la como um recurso importante especialmente se o seu cão dormir no exterior.

Peça-nos os esclarecimentos que entender necessários e, em conjunto, poderemos decidir o que será melhor para o seu cão.

Um conselho Bola de Pêlo, amigos para sempre!

Joana BritoFoto Dra. Joana Brito (Médica Veterinária)

Serviço de Vacinação na nossa Clínica


4 comentários

  • Vy

    18/07/2017 at 22:38

    Boa noite, o meu cão tem dois meses e só tem uma vacina.
    Eu levo-o à rua e dou banho. Ele corre algum tipo de risco ou algo do género?

    Responder

    • Bola de Pêlo
      Bola de Pêlo

      20/07/2017 at 21:14

      Cara Elisa,

      Enquanto um cachorro não tem o plano vacinal inicial completo, as idas à rua podem ser um factor acrescido de riscos para a saúde deles. O meu conselho para os donos é que devem esperar sempre pelo reforço da primeira vacina para então começarem a levá-los à rua.

      Joana Brito
      Médica Veterinária

      Responder

  • Vy

    18/07/2017 at 22:39

    Ele também está a perder muito pêlo. É normal??

    Responder

    • Bola de Pêlo
      Bola de Pêlo

      20/07/2017 at 21:14

      A queda do pêlo pode estar relacionada com a época do ano, mas é algo que só pode ser apreciado em consulta, uma vez que há outras razões, nomeadamente parasitárias, para uma queda de pêlo mais acentuada.

      Joana Brito
      Médica Veterinária

      Responder

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos assinalados com * são obrigatórios


© Copyright 2008-2017 Bola de Pêlo, Lda (Todos os Conteúdos)

Powered by iFlexi OpenSite