A Importância da Desparasitação

20/05/2016
Crianca-e-animal-no-jardim-2-red.jpg

Os dados que existem actualmente indicam que, na União Europeia, cerca de 90% dos detentores de cães e gatos, tratou pelo menos uma vez durante o último ano o seu animal de companhia contra os parasitas externos. Contudo, apenas 70% realizou algum tratamento contra os parasitas internos, e além disso não o fez de forma regular (a maior parte das pessoas retém a ideia errada de que este tipo de parasitas só aparece nos meses de calor, pelo que não tratam os seus animais nas alturas mais frias do ano).

Tendo em conta que muitas doenças provocadas por parasitas são zoonoses (doenças dos animais domésticos que se podem transmitir ao homem), é de especial importância a nível sanitário, fazer a prevenção destas doenças. Sabia por exemplo que a Toxocarose (doença provocada por Toxocara, um tipo de lombriga), em cães com menos de 3 meses, tem uma prevalência na ordem dos 80 a 100%, e em cães adultos cerca de 30%? Se juntarmos crianças e cachorros, a probabilidade das primeiras poderem ser infectadas é altíssima, não só pelo estreito relacionamento que ocorre entre espécies na mesma casa, mas também pelo facto das crianças muitas vezes brincarem em zonas que podem estar contaminadas com fezes de cães.

Sendo assim, porque é que os proprietários não desparasitam os seus animais com maior frequência? Talvez porque os parasitas internos não se vejam…

Devemos ter em consideração que os animais de maior risco são os animais jovens, os animais geriátricos, aqueles que frequentem espaços públicos e os que viajam com os seus donos.

Assim, as recomendações mais recentes do ESCAP (Conselho Científico Europeu para os Parasitas dos Animais de Companhia) para uma desparasitação regular são as seguintes:

– Cães e gatos jovens e adultos em contacto com crianças: desparasitar mensalmente

– Cães e gatos adultos (recomendações gerais): desparasitação trimestral

– Cadelas e gatas após o parto: às 2, 4, 6 e 8 semanas.

Existem no mercado inúmeros produtos adequados para fazer a desparasitação interna, assim como a desparasitação externa, e já existem até produtos que reúnem todas as valências, fazendo de uma vez só, e de forma muito prática, ambos os tipos de desparasitação, o que facilita muito na hora de proteger tanto o seu animal como a sua família. Aconselhe-se connosco!

Um conselho Bola de Pêlo, amigos para sempre!

Joana BritoFoto Dra. Joana Brito (Médica Veterinária)


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos assinalados com * são obrigatórios


© Copyright 2008-2017 Bola de Pêlo, Lda (Todos os Conteúdos)

Powered by iFlexi OpenSite