BRONQUITE/ASMA FELINA

16/01/2010
bronquite-asma-felina.jpg

As vias respiratórias dos gatos são muito mais reactivas, propícias à ocorrência de broncoconstrição, do que as dos cães. Na maior parte dos casos o processo é idiopático porque não se consegue determinar uma causa para o início de uma crise asmática. Os gatos podem apresentar tosse, farfalheira, e stress respiratório (respiração rápida e forçada com extensão do pescoço e boca aberta). Embora na maior parte dos casos não se conheça o agente responsável pelo problema, existem numerosos potenciais alergenos que podem despoletar ou agravar uma crise: exposição a uma nova areia (geralmente perfumada), fumo de tabaco ou lareira, detergentes, ambientadores, pólens, etc. Exacerbações sazonais são sugestivas de exposição a um potencial alergeno. Numa situação de crise, deverá levar o seu gato ao veterinário para que seja imediatamente medicado e internado, se for o caso, para estar algum tempo a receber oxigénio. Depois de estabilizado, o dono deverá manter uma medicação de manutenção, de forma a prevenir e diminuir a frequência de novas crises.

Um conselho Bola de Pêlo, amigos para sempre!

Joana BritoFoto Dra. Joana Brito (Médica Veterinária)


Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos assinalados com * são obrigatórios


© Copyright 2008-2017 Bola de Pêlo, Lda (Todos os Conteúdos)

Powered by iFlexi OpenSite